Portugal Start-Up: Crowdfunding - Alternativas de Financiamento

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Crowdfunding - Alternativas de Financiamento


O Crowdfunding ou Financiamento Colectivo, está na moda e veio para ficar e é mais uma das formas de fazer Bootstrap financing à sua empresa.

O Crowdfunding consiste em financiar projectos através de plataformas onde a crowd (o público) financia individualmente com pequenos montantes, até perfazer a totalidade do financiamento necessário. Normalmente, os projectos apenas são financiados quando a crowd se compromete a financiar 100% ou mais do montante proposto.

O crowdfunding é normalmente utilizado para financiar projectos empresariais, start-ups, projectos artísticos, projectos filantrópicos entre outros. Os montantes podem ir de algumas centenas de Euros até aos milhões de Euros como é o caso do Rushmore Group que angariou  1 Milhão de Libras para expandir a empresa. Existem plataforma até que permitem financiamentos de vários milhões. No entanto, o mais habitual são financiamentos de alguns milhares ou poucas dezenas de milhar.

Calcula-se que em 2011 o total de financiamento a nível mundial da crowd tenha ultrapassado os $5 Biliões e o crescimento tem sido exponencial. No dia 5 de Abril de 2012 foi aprovada uma lei nos USA que permite já o financiamento numa óptica de investimento.

As vantagens e desvantagens do Crowdfunding podem ser algumas:
Vantagens: a plataforma acaba por ser uma excelente ferramenta de marketing para arrancar com o negócio; proporciona feedback sobre o projecto; forma económica de conseguir financiar os projectos.
Desvantagens: por vezes os montantes de financiamento são limitativos; a grande exposição do projecto pode motivar a cópia do mesmo; pode haver algumas leis a regular como é o caso do Equity Funding na Europa.

financiamento colectivo

Existem três principais modelos de Crowdfunding:

Crowdfunding por donativos e patrocínios: esta modalidade é utilizada principalmente para projectos artísticos, filantropia, projectos sociais e pequenas start-ups. As pessoas dão uma espécie de donativo e em troca têm uma recompensa como um exemplar do produto que a start-up vai produzir ou uma t-shirt ou uma recompensa moral. As recompensas raramente são monetárias e esta alternativa é a menos atractiva do ponto de vista financeiro.
Calcula-se que o Kickstarter, uma das maiores plataformas do mundo, financie actualmente uma média de $7 Milhões por mês.
São exemplos de Plataformas de Crowdfunding por donativos e patrocínios as da seguinte lista:





 Crowdfunding por pequenos empréstimos: esta modalidade é descendente do peer-to-peer lending e consiste no empréstimo de montantes que podem ascender às centenas de milhar a partir da crowd. Trata-se de um empréstimo puro com prazos definidos para financiar normalmente projectos empresariais e satrt-ups. Normalmente os juros variam de 6% a 10%, sendo  que pode ser uma remuneração interessante para a pessoa que empresta e uma boa alternativa para as start-ups que se financiam. Esta modalidade é muitas vezes usada para financiar projectos em países em desenvolvimento. As taxas de incumprimento são bastante reduzidas (menos de 2.5%) pois existe uma grande responsabilização da parte dos promotores dos projectos. Lista de plataformas:


Crowdfunding por investimento ou Equity Crowdfunding (participação nos Capitais Próprios): esta opção encontra-se em funcionamento apenas nos Estados Unidos onde foi feita passar uma lei no dia 05 de Abril. A SEC – Security Exchange Commission  - regula parte das transações. Esta é a opção mais atractiva para os investidores e promete revolucionar a forma como as empresas são financiadas. Nesta opção, principalmente direccionada a start-ups e outras empresas, as pessoas da crowd investem na empresa no sentido lato, tornando-se sócios/acionistas da mesma.
Os riscos do Crowdfunding por investimento (Equity Crowdfunding) podem ser superiores mas o potencial de rendibilidade é muito diferente: se a empresa crescer muito, o investimento também crescerá muito. Existe também um envolvimento emocional diferente uma vez que o sucesso da start-up será também o sucesso do investimento. Esta opção de financiamento vem democratizar o acesso ao financiamento de Capitais Próprios no mercado, permitindo a qualquer pessoa ter acesso a ser sócia de várias empresas com grande potencial de crescimento com montantes muito reduzidos. Nos Estados Unidos a SEC impôs algumas regras para o Equity Crowdfunding. Esta modalidade é a mais atractiva financeira e económicamente e vem democratizar o capitalismo ainda mais, uma vez que qualquer pessoa pode ser um Micro Business Angel.

http://www.crowdcube.com/ (O Crowdcube não tem a parte do equity funding a funcionar a 100% por falta de regulação).
http://www.appbackr.com/ o Appbackr permite ao investidor ter uma participação nas vendas e não no Capital.

Esperemos que em breve esta opção possa estar desregulamentada na Europa e em Portugal. Actualmente, a opção de Crowdfunding Equity Based não é possível na Europa devido às fortes regulações da CMVM e Cª.
modelos financiamento colectivo

Calcula-se que actualmente (2012):
71% dos projectos são financiados por donativos;
15% por empréstimos
14% por Capitais (Investimento) e a crescer...

Para a maioria das Plataformas é necessário um sumário executivo, Plano de Negócios e/ou um pitch. Contacte-nos para qualquer apoio necessário!

1 comentário:

  1. Your Post is very useful, I am truly to this blog which is specially design about the Crowdfunding It helped me with ocean of awareness so I really appreciate your blog.
    Crowdfunding

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...