Portugal Start-Up: A importância do Plano de Negócios

sexta-feira, 25 de maio de 2012

A importância do Plano de Negócios

A importância do Plano de Negócios


Um Plano de Negócios (ou Business Plan) é um documento representativo das principais características e objetivos de um determinado projeto/negócio. De singular importância e cada vez mais exigido por diversos motivos (desde a gestão interna da empresa, fundamentar um financiamento junto da banca, atrair investidores ou até mesmo para fornecedores), este é quase um documento obrigatório nas empresas que se estão a iniciar atualmente no mercado.
A maioria das pessoas pensa num plano de negócios apenas quando se candidata a um financiamento ou numa fase inicial de um projeto, no entanto este tem uma vital importância na gestão de um negócio e na definição das suas prioridades. O Plano de Negócios é também fundamental para a estruturação e defesa de uma nova ideia de negócio.
Um Plano de Negócios deve ser concebido com base na ideia que se pretende implementar e conter as principais características do projeto de modo a possibilitar a resolução de eventuais problemas futuros. Contudo, o Plano de Negócios tem de ser simples, objetivo, realista e conciso mas ainda assim incluir um modelo financeiro sólido e bem fundamentado e todos os elementos necessários. Reunidas estas condições, o plano está assim pronto para ser supervisionado/implementado.
modelo de negocio
 
Embora o Plano de Negócios tenha tamanha importância, infelizmente existem ainda muitas empresas que não o possuem e normalmente a falta de tempo ou outro tipo de preocupações são o pretexto utilizado, o que não faz qualquer sentido tendo em conta que este documento contribuirá certamente para a resolução de muitos dos problemas existentes no seu negócio. O Plano de Negócio ajuda os empreendedores/empresa a definir o Modelo de Negócio, validar a dimensão do mercado, quem são os clientes e como chegar a estes, a concorrência, os fornecedores, aprimorar os produtos e serviços e validar toda a viabilidade do negócio, fazendo alterações ao modelo sempre que necessário e levando o projecto a um posicionamento face aos stakeholders muito bem definida.
Validando os pontos anteriores através do Plano de Negócios e assegurando-se da viabilidade do projecto, o risco associado a este fica mais reduzido uma vez que todo o modelo de negócio fica clarificado, não só para o próprio empreendedor como para as entidades financiadores sejam elas a banca, Business Angels, Capital de Risco, investidores ou apoios do estado como o QREN.
O Plano de Negócios deve ser sempre acompanhado do Estudo de Viabilidade Económica e Financeira que deverá atestar a viabilidade do projecto não só numa óptica Económica (tendo em conta o mercado por exemplo) como numa óptica Financeira (se a empresa tem por exemplo a estrutura financeira para vender o que diz que vai vender). Dentro do Estudo de Viabilidade do Plano de Negócios são feitas também as projecções financeiras da actividade, tendo sempre em conta os pressupostos do mercado, projectando as vendas, custos, margens, EBITDA, resultados da empresa, componente fiscal, balanço, demosntrações de resultados, mapa de cash-flow, indicadores financeiros e outros instrumentos dependendo do tipo de negócio.
plano de negocios
                É possível escrever muito mais sobre Planos de Negócios e existem até livros sobre o tema. No entanto, o mais importante é o know-how sobre o mercado. Está provado que boa parte dos projectos que não têm um bom Plano de Negócios acaba por falhar. Por isso...de que está à espera?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...