Portugal Start-Up: Linha de Crédito PME Investe III – Turismo

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Linha de Crédito PME Investe III – Turismo


Portugal é, pela sua localização geográfica e diversidade gastronómica, um destino privilegiado para o turismo. Num país onde a produção de bens de consumo ligados ao sector primário é quase nula, o sector do turismo tornou-se um importante motor para a economia nacional. Face ao clima de crise económica que se faz sentir actualmente, a linha de crédito PME Investe III é um importante apoio à revitalização do sector do turismo. 

A PME Investe III é um programa de financiamento exclusivo para empresas do sector do turismo e conta com quatro linhas de crédito, a saber:
  • Linha Sector do Turismo: 
  1. Empreendimentos Turísticos e Actividades de Animação Turística;
  2.  Estabelecimentos de Restauração e Bebidas.
  • Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural;
  • Linha de Apoio à Tesouraria das Empresas do Turismo;
  • Linha de Apoio às Empresas da Região Oeste.
Esta iniciativa conta com o apoio do Turismo de Portugal e tem protocolo com vinte bancos  que operam em território nacional. 


Linha Sector do Turismo

Beneficiários:
  1. Empresas com actividade nas CAE especificadas;
  2. Empresas do sector do turismo, bem como outras que prestem serviços destinados exclusivamente a empreendimentos turísticos e a actividades de animação declaradas de interesse param o turismo.

Financiamentos Elegíveis:
  1. Investimento novo em activos fixos e fundo de maneio associado ao mesmo;
  2. Investimentos  em unidades hoteleiras ou em outros empreendimentos e actividades de interesse para o turismo                                                                      
  3. Serviço da dívida contraída para financiar a construção ou remodelação de unidades hoteleiras cuja exploração se tenha iniciado após 1 de Janeiro de 2006 ou cujo início de exploração ocorra até 31 de Dezembro de 2011.


Montante Máximo da Linha de Crédito: 500 Milhões de Euros.

Tipo de Operações: Empréstimos de médio e longo prazo.

Empreendimentos Turísticos e Actividades de Animação Turística

Montante Máximo por Empresa para Empreendimento distintos: 5.000.000 € ou 6.000.000 € para PME Líder.

Prazo: Até 15 anos, após a contratação da operação

Período de Carência: 24 meses (capitalização de juros e carência de capital), podendo este prazo ser superior desde que acordado com o Banco e a SGM.

Estabelecimentos de Restauração e Bebidas

Montante Máximo por Empresa: 200.000 €

Prazo: Até 4 anos ou 5 anos para as PME Líder, após a contratação da operação

Período de Carência: 18 meses (incluindo o período de utilização)

Para ambos os casos:
  1. Taxa de Juro da Empresa: Euribor a 3 meses + 1,5%.
  2. Comissões, Encargos e Custos: Operações isentas de comissões e taxas habitualmente praticadas. 
  3. Garantia: Cobertura de risco de crédito até 50% do capital em dívida, bonificação integral da comissão de garantia.




 Linha de Apoio à Tesouraria

Beneficiários: Empresas do setor do Turismo.

Financiamentos Elegíveis: Reforço de capitais permanentes a ser aplicado em: 
  1. Fundo de maneio;
  2. Amortização de contas correntes caucionadas e/ou liquidação de financiamento de curto prazo (até 1 ano).

Montante Máximo da Linha de Crédito: 100 Milhões de Euros.

Tipo de Operações: Empréstimos de médio e longo prazo.

Montante Máximo por Empresa: Até 1.000.000 € ou 6.000.000 € por grupo empresarial.

Prazo: Até 3,5 anos, após a contratação da operação.

Período de Carência: Até 12 meses (carência de capital).

Taxa de Juro da Empresa: Euribor a 3 meses, com a taxa mínima de 1,5%.

Comissões, Encargos e Custos: Operações isentas de comissões e taxas habitualmente praticadas. 

Garantia:
  1. Garantia prestada pelas SGM’s até 75% do capital em dívida em cada momento, totalmente bonificada;
  2. Outras garantias decorrentes da decisão de crédito, a ser constituídas, pari-passu, a favor da SGM e do FINOVA. 



Linha de Apoio às Empresas da Região OESTE

Beneficiários: empresas do sector do turismo com localização na região Oeste.

Financiamentos Elegíveis: apenas investimentos resultantes dos estragos provocados pelo temporal de Dezembro de 2009.

Tipo de Operações: Empréstimos de médio e longo prazo.

Montante Máximo por Empresa: Até ao montante do investimento relativo aos estragos deduzido do valor da indemnização pago pela Companhia de Seguros.

 Prazo: Até 3,5 anos.

Período de Carência: Até 12 meses.

Taxa de Juro da Empresa: Totalmente bonificada - Sem juros para a empresa.

Comissões, Encargos e Custos: Operações isentas de comissões e taxas habitualmente praticadas. 

Garantia:

  1. Garantia prestada pelas SGM’s até 75% do capital em dívida em cada momento, totalmente bonificada;
  2. Outras garantias decorrentes da decisão de crédito, a ser constituídas, pari-passu, a favor da SGM e do FINOVA. 

Para beneficiar de qualquer um destes apoios a empresa não pode ter incidentes não justificados ou incumprimentos junta da Banca, e que não pode estar em classe de rejeição de risco de crédito e tem que ter a situação regularizada junto da Administração Fiscal e da Segurança Social.


Para mais informações consulte a Up To Start - Consultoria e Projectos de Investimento e a informação disponível no nosso site em www.uptostart.com.







Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...